18/04/2018

Projeto Base - Minha Experência


Ultimamente eu tenho me preocupado cada vez mais com o tipo de produtos que consumo, e acho que isso é geral né? Quanto mais descobrimos coisas ruins a respeito do mercado da moda, a tendência é termos essa preocupação mesmo. Por isso hoje em dia é tão comum vermos pessoas comprando em brechós (algo que não se falava muito há alguns anos), pesquisando as marcas, o material com que trabalham, a forma como tratam seus funcionários... e isso é incrível! Claro que ainda temos muito o que melhorar, mas é ótimo ver novas marcas crescendo já engajadas na era do consumo consciente.



Eis que "recentemente" conheci a Projeto Base. Coloco recentemente entre aspas porque a marca também é nova. A primeira postagem no Instagram e o lançamento do site foram em Novembro de 2017. Namorei alguns modelos por um bom tempo, porque são realmente muito bonitos, e juntei meu rico dinheirinho pra comprar o modelo Beleléu preto. Como a própria marca convida as clientes a dividirem sua experiência com os calçados, vou fazer isso nesse post, contando os pontos positivos e negativos da minha compra.


Antes eu queria dar um breve resumo sobre a marca: a produção é nacional, as peças são feitas à mão e sua matéria prima não contém origem animal.


Já tinha bastante tempo que eu tava atrás de um sapato preto simples, porém com um ar descolado. Eu tinha um com solado branco tratorado que usei até furar. Então estava me virando com sapatilhas pretas. Mas queria algo que tivesse um apelo fashion maior, pra quando quisesse dar mais peso visual nas produções e sair um pouco do estilo fofinho, sabe? Eu tinha em mente que seria algo como um oxford...cheguei a salvar alguns modelos que tinham salto, mas realmente precisava de algo que fosse bem confortável pra usar na correria, poder trabalhar tranquila, sem ficar com dor na perna de ir até o ponto de ônibus de salto. Queria algo que eu pudesse usar pra andar bastante. Então na minha checklist esse sapato precisava ser: moderno, confortável, resistente e simples. Por isso minha escolha foi o Beleléu, ele cumpria todos os requisitos.


Aliás essa é uma ótima forma de fazer compras conscientes, pensar muito bem antes de comprar qualquer coisa. Faça perguntas do tipo: essa peça combina com o resto das coisas que tenho no meu armário? Vou usar no dia a dia ou vai ser uma compra pra usar apenas uma vez, em alguma ocasião especial? Qual vai ser o papel dessa peça no meu guarda-roupa?
Quando decidi comprar o Beleléu eu sabia que ele não ia deixar minhas produções mais fofas, embora grande parte das minhas roupas fossem fofas na época da compra. Porém meu estilo estava mudando um pouco, inclusive pretendo falar mais sobre isso em outro post, mas enfim! Eu sabia que esse sapato ia servir pra deixar meus vestidinhos menos fofos, e modernizar peças que ficavam em uma categoria mais ~neutra~


Pontos positivos

Produção. Saber como o produto foi feito está no topo da lista. Como eu também trabalho com produção manual me identifico com tudo que é feito artesanalmente. Sei quem fez o sapato que estou usando, sei como ele foi feito. Sei que tem amor envolvido, que não foi feito junto com outras milhares de peças. Ele é único, e isso é maravilhoso.

Conforto é o segundo ponto positivo pra mim. Demorei pra escrever esse post justamente porque queria ter certeza do que estava falando. Comprei o sapato em Janeiro, e desde então tenho usado várias vezes, e ele nunca me machucou, mesmo no pé esquerdo que é onde geralmente mais tenho problemas com sapatos.

Atendimento. Não só se tratando de e-mails de confirmação e da data rápida na postagem. Mas também quanto ao atendimento prestado no site. Tudo é muito bem explicado, de forma clara, pra que não fique nenhuma dúvida. E se tiver, elas são respondidas rapidamente por e-mail. Cada produto possui várias fotos com ótima resolução e uma com a tabela de medidas de cada modelo, pois variam um pouco de acordo com cada peça. O site é limpo, daqueles que você confia de comprar sabe?

Qualidade. O material é muito bom e a forma como o sapato é feito também. Meu marido é super chato com isso porque já trabalhou em loja de sapato. Então ele sempre olha cada costura, fica analisando um tempão vendo tudo: sola, acabamento por dentro e por fora...então se um sapato passa no teste dele, é porque é bom mesmo.


Pontos negativos

Entrega. Como a maioria das lojas, incluindo a minha, a entrega é feita pelos Correios, e sabemos que é um serviço que deixa muito a desejar. Sei que na maioria das vezes o correio não cumpre com o prazo que propõe, por isso eu sempre passo um prazo de entrega maior do que o correio me dá, assim a expectativa não é criada, sabe? Pois bem. Eu fiz minha compra no dia 10 de Janeiro, na parte da tarde. Escolhi o sedex como forma de envio porque na hora de calcular o frete, o prazo de entrega era de um dia útil. Sendo assim, quando eles enviassem a caixa, dentro de um dia útil estaria em casa, certo? No dia 15 eles me informaram que o produto estava sendo preparado pra envio, e no dia 16 me passaram o rastreio, uma terça-feira. Imaginei então que no máximo dia 18 estaria em casa, contando que o correio tem horário de coleta e tal. Minha caixa só foi entregue no dia 22. Até aí eu já tinha achado que o correio tinha perdido minha caixa. Realmente não sei o que aconteceu porque o sedex costuma funcionar melhor que o pac. E sei que a culpa não é da loja, e sim do serviço de envio. Mas fica a dica pra colocarem um ou dois dias a mais no cálculo do frete, pra não criar uma expectativa que não será atendida. Eu poderia ter pago menos no frete, e comprado por pac mesmo, acabou dando na mesma.

A apresentação do produto. A apresentação tem tudo a ver com o conceito slow fashion da marca. Infelizmente não tirei fotos na hora de abrir já que as gatas se apoderaram da caixa, mas o sapato vem dentro de um saquinho de algodão, dentro de uma caixa normal de sapatos. A ideia do saquinho de algodão é ótima! Você pode usá-lo pra levar o sapato na mala de viagem, ou pra levar roupa íntima, ou até mesmo pra guardar no armário coisas que não usamos tanto, como meias-calças, pra evitar que desfiem. O conceito é bom, porém se essa é a ideia, embalar o produto em algo que seja bem útil, o que se espera é que o saquinho esteja em boas condições. Infelizmente o meu veio rasgado na lateral, e descosturado na parte de cima, onde é fechado. Sendo assim não consigo fechar sem que uma parte fique aberta.

 

Tenho certeza que muitas dessas coisas vão sendo ajustadas com o tempo, até porque como mencionei a marca é nova. E é justamente por isso que o feedback é tão importante, porque temos como saber onde melhorar. Os pontos negativos não são coisas que me fariam não comprar de novo, inclusive já estou guardando dinheiro para o próximo, mas é importante mencionar ;)


Conheçam a marca, principalmente no Instagram. O feed deles é muito bonito e inspirador. E bora apoiar a produção nacional!

Vocês já conheciam a Projeto Base? Me indiquem lojas nacionais!

2 comentários:

  1. Tenho uma duvida, quero muito esse sapatinho, mas queria saber se os tamanhos sao fidedignos ao numero, ou tem formas menores ou maiores
    Bjinhus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Débora! Na página de cada produto eles colocam uma foto com o tamanho em centímetros de determinado modelo, porque a forma varia de acordo com o modelo mesmo. Eu medi o pé, e bateu com o tamanho 37 mesmo :)

      Excluir